Home / Notícias / ONU afirma que Israel cometeu crimes de guerra na Faixa de Gaza

ONU afirma que Israel cometeu crimes de guerra na Faixa de Gaza

gaza
Imagem mostra vítima do ataque a Zeitoun, na faixa de Gaza, que deixou cerca de 30 palestinos mortos no último dia 4

O Exército de Israel pode ter cometido crimes de guerra na faixa de Gaza, segundo a alta comissária para direitos humanos das Nações Unidas, Navi Pillay. A declaração foi feita no dia em que a ofensiva israelense ao território palestino completa duas semanas, com um saldo de ao menos 780 palestinos mortos, dos quais 257 são crianças.

Pillay mencionou o assassinato de cerca de 30 palestinos em Zeitoun, no sudeste de Gaza. De acordo com quatro sobreviventes que são citados no relatório da ONU, militares de Israel mandaram cerca de 110 civis se abrigarem numa casa de Zeitoun. 24 horas depois, o local foi atingido por três foguetes.

Metade dos palestinos que se abrigaram no local eram crianças, afirma o relatório, que também acusa os militares israelenses de impedirem equipes médicas de chegarem ao local para retirar os feridos.

A alta comissária disse à rede BBC que o incidente “parece conter todos os elementos de um crime de guerra”. Ela pediu por investigações “críveis, independentes e transparentes” sobre possíveis violações da lei humanitária.

E essa acusação da ONU tem qual papel? Será que finalmente o mundo ocidental percebeu que Israel não é mais “a vitima triste do Holocausto nazista?” Que há tempo se tornou um estado fortemente armado e munido do mesmo ódio racial que um dia se viu nos campos de concentração.  Ou todo esse alarde é apenas uma tentativa da ONU dizer que é independente dos Estados Unidos, que há imparcialidade. Ou ainda, isso mostra que os Estados Unidos já não estão interessados em proteger seus pupilos judeus?

O mais intrigante é que até mesmo quando Equador e Venezuela ameaçaram guerra contra a Colômbia, o mundo deu atenção. Os Estados Unidos, como sempre, já se posicionaram em relação aos rumores. Porém há 15 dias Israel está matando crianças e civis inocentes, mas não há nenhuma mobilização. Nem Estados Unidos, nem Rússia, nem nada… Somente palavras… Nenhuma ação.

Deixe os “coitadinhos” matarem o quanto quiserem; afinal eles precisam de sangue para lavar sua honra perdida nos campos de concentração. Precisam mostrar ao mundo que aprenderam muito bem a lição! A lição que os nazistas nem tiveram propósito de ensinar-lhes: Limpeza Étnica!

Sobre Patrick Wilson

Patrick Wilson tem 33 anos, é Professor de Ciências Tecnológicas na PUC /SP. Fascinado por tecnologia, futebol e tudo o que acontece no dia-a-dia e que valha ser compartilhado na Web.

Veja Também

Marina Silva Falece em Recife, defendendo o Pastor Feliciano

Marina Silva morreu politicamente hoje, dia 15 de maio, vítima dela mesma. Expirou de mãos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *