Home / Diversas / Morte nas estradas, responsabilidade de quem?

Morte nas estradas, responsabilidade de quem?

O resultado do Natal de 2007 foi um recorde de mortos em estradas federais; o mais trágico dos últimos 4 anos. E de quem é a culpa?

A grande maioria dos casos se dá por excesso de velocidade associada ao uso de bebida alcoólica. E se os mortos fossem apenas aqueles que se embriagam e vão ao volante, pois bem, poderíamos até afirmar que pagou seu preço. Mas a realidade é bem diferente. Um cidadão sóbrio também acaba sendo vítima da irresponsabilidade, da canalhice de algum débil mental que toma 1 litro de caipirinha e ainda se acha capaz de dirigir.

A publicidade do cigarro foi boicotada. Proibida por lei. Mas e a da cerveja e de tantas outras bebidas alcoólicas? Porque continua evidente na mídia?

Cerveja, por exemplo, sempre é associada a mulheres lindas, diversão, amigos, alegria, praia… Além dos famosos que aparecem rindo, se fartando de alegria (isso é compreensível, o cachê é altíssimo). Mas porque junto a estas peças publicitárias não vêem imagens de acidentes de trânsito, de famílias inteiras sem vida, resultado da associação de álcool e volante? Não sou moralista, tampouco dono da razão; mas tenhamos o mínimo de inteligência. Quantos precisam morrer para haver conscientização?

A morte de 134 pessoas em três dias, segundo a Polícia Rodoviária Federal; “desce redondo”? “Isso que é tecnologia?”

Bom seria se o governo promovesse uma ação de valor, proibindo tais publicidades, a exemplo do que fez com o fumo. Isso sim é “uma boa idéia!”.

Outro fato é que se a maconha é combatida com tanto rigor como a cocaína, o óbvio seria fazer o mesmo com o álcool. Mas nisso tem “algo que ninguém explica”.

Enquanto nada é feito, nossas famílias continuam sendo vítimas de tragédias patrocinadas pelo “Bar da Boa”.

Aí vem o “Réveillon” a hora de você pensar um pouco… “Pega leve”, pega um pouco de responsabilidade. Afinal, a vida é o que “todo mundo ama.”

“Se beber, não dirija”.

Sobre Patrick Wilson

Patrick Wilson tem 33 anos, é Professor de Ciências Tecnológicas na PUC /SP. Fascinado por tecnologia, futebol e tudo o que acontece no dia-a-dia e que valha ser compartilhado na Web.

Veja Também

Segunda Guerra.org em Novo Endereço

O Site Segunda Guerra.org, um dos mais interessantes e conhecidos sites brasileiros sobre a Segunda …

2 comentários

  1. kkkkkkk

    sabe o mais engraçado de propaganda de cerveja?

    que as agencias de publicidade parece que só queren vender cerveja para homem, e hetero.

    Gay, lesbicas, simpatizantes, mulheres, não bebem cerveja…

    kkkkkk
    estranho né?

    em casa até o meu cachorro bebe cerveja…. deve ser por ter assistido muita televisão comigo, pois adoro ver o comercial para ver mulher meia pelada….

    já que não bebo mesmo… kaiser, skol ou brahma, bebo só bohemia…. a melhor….!

  2. Sem dúvida! Essa é uma ótima observação, o público é sempre os heteros barrigudos que sonham em ter um mulherão daqueles que aparecem nos comerciais! (risos!)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *