Home / Notícias / Lei a Favor dos Homossexuais é Barrada no Senado – Deputado Bolsonaro Agradece

Lei a Favor dos Homossexuais é Barrada no Senado – Deputado Bolsonaro Agradece

A votação para o projeto lei que criminaliza o preconceito contra homossexuais foi barrada no senado. O projeto prevê punir quem se manifestar contra os ideais homossexuais. Ou seja, liberdade de expressão seria permitida para os gays, mas não mais para os heteros…

Afinal cada um tem o direito de ser como deseja e sente. Ser homossexual não é uma aberração e ninguém deve sofrer agressão física ou moral isso. Mas Já há leis que punem a agressão a qualquer cidadão.

As leis não devem privilegiar um grupo de pessoas. Pois o problema de preconceito há em todos os grupos de pessoas na sociedade.

O rico tem preconceito contra o pobre, e ninguém vê alguém sendo preso porque chamou um cidadão pobre de “pé-rapado”.

Mendigos são açoitados e discriminados o tempo todo e quem é preso por isso? Ou quem paga uma multa se quer?

Recordo-me que aquele infeliz do Athayde Patreze, vivia declarando na TV que odiava pobre. Que deveria haver uma fogueira santa para queimar os pobres… E quem o viu pagar por isso?

Ninguém vê prisão para alguém que chama um deficiente físico de aleijado ou “manquinho”.

O atual prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, que não é declarado, mas todos sabem que é homossexual, ele mesmo deu um “show” de preconceito quando agrediu um micro-empresário que fazia protesto. Chamou o cidadão de Vagabundo, entre outros nomes… e o que aconteceu com o Kassab? Nada…

Entre tantos outros exemplos de preconceito que há no Brasil.

Porém querem que vire crime chamar alguém de “viado”, de “bicha”… enfim…

Qualquer tipo de xingamento, preconceito deve ser punido sim, mas se é para sermos racionais e evoluídos, então que haja o mesmo peso para todos e não apenas para os homossexuais.

Não louvarei  deputado Jair Bolsonaro por seus ataques contra os gays, mas se ele não está sendo correto, esse projeto lei da ex-deputada Iara Bernardi (PT-SP), muito menos…

Discussão sobre homofobia termina em bate-boca no Senado

 

Artigos Relacionados:

Sobre Patrick Wilson

Patrick Wilson tem 33 anos, é Professor de Ciências Tecnológicas na PUC /SP. Fascinado por tecnologia, futebol e tudo o que acontece no dia-a-dia e que valha ser compartilhado na Web.

Veja Também

Marina Silva Falece em Recife, defendendo o Pastor Feliciano

Marina Silva morreu politicamente hoje, dia 15 de maio, vítima dela mesma. Expirou de mãos …

1 comentário

  1. O Absurdo continua.. é impossível acreditar no país em que vivemos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *