Irã testa Mísseis Nucleares

0
997 visitas

Marola

Será que esse traque Iraniano carrega urânio empobrecido como os mísseis americanos e sua guerra no Iraque e no Afesganistão.

elefitt

Israel e Irã, dois paises que se merecem, pois um causa a ira um do outro, paises que não ligam para nada a não ser sua própria raça

O psicopata voltou.

Fica escrevendo estas coisas milhares de vezes, as pessaos nao faz leiterua de comentarios tao longos eu particularmente sou um deles.

IRÃ: BEM-VINDO AO INFERNO ——————————————————————————————————— 4 MILHÕES DE PESSOAS JÁ FUGIRAM DO IRÃ NO REGIME DOS AIATOLÁS. É o 2º maior êxodo da História Humana.

Mulheres sentenciadas à morte por apedrejamento são enterradas no solo até o pescoço. As leis iranianas regulam até o tamanho das pedras a serem usadas pela multidão de executores. São as leis do Inferno: as pedras não podem ser grandes o suficiente para matarem a mulher muito rapidamente, já que o propósito deste ritual bárbaro é infligir o máximo de dor possível antes da morte. Por outro lado, as pedras não podem ser muito pequenas, já que cada golpe deve ser dramaticamente doloroso. São 2 horas de sofrimento infinito. A pior das mortes é a marca registrada do Islã – reservada á metade mais fraca da população. — Numa execução particularmente macabra, levada a termo em 1993 em Arak, uma mulher deveria ser APEDREJADA ATÉ A MORTE NA FRENTE DO MARIDO E DAS DUAS CRIANÇAS. Após o início do apedrejamento, a mulher conseguiu se livrar do buraco no chão, escapando da morte. De acordo com o código de leis da Sharia, em tais casos a mulher deve ser liberada, já que sua sentença de morte foi revogada por intervenção divina. Dez minutos após o fracassado apedrejamento, no entanto, a pobre mulher foi perseguida, capturada e morta sumariamente por um esquadrão de tiros. O Irã emprega diversos tipos de mutilação corporal, desde a amputação de mãos, braços e pernas, até o procedimento macabro de ARRANCAR OS OLHOS dos sentenciados sem anestésicos. As execuções públicas são geralmente em praças públicas lotadas durante horários de pico, com pessoas sentenciadas à morte penduradas em guindastes. Até menores de idade são executados regularmente. — http://www.midiasemmascara.com.br/artig o.php?sid=3319 — Banafsheh Zand-Bonazzi em 10 / 02 / 2005

O único paralelo que pode ser usado para descrever a estrutura de poder político do Irã é a Máfia.

As famílias “Genovese”, “Bonano” e “Lucchese” possuem seus equivalentes nos Aiatolás Rafsanjani, Jannati, e Khamenei, Messbaheh-Yazdi, Vaa’ezeh-Tabasi e muitos outros, cada um com uma milícia particular à sua disposição. Assim como as famílias mafiosas dividem territórios e áreas de influência, os aiatolás dividem interesses e monopolizam negócios específicos. Por exemplo, Rafsanjani iniciou sua fortuna pessoal através da supervisão de todos os negócios relativos à venda de petróleo, enquanto Tabasi “cuida” da maior organização de caridade, A Luz de Imam Reza, que é uma fonte imensa de capital. A rede de conexões e negócios escusos tem crescido tão complexamente que desenhar um mapa do poder baseado nos contatos entre aiatolás, negócios e milícias atualmente é uma atividade quase impossível. Mas a guerra de quadrilhas entre os aiatolás para estender sua influência é algo certo. Uma indicação de tal luta é o crônico atraso que afeta a construção do segundo aeroporto de Teerã. Levou-se cerca de 30 ANOS para completar a primeira fase e o fim do projeto é ainda incerto. O aiatolá que conseguir controlar o aeroporto será o homem mais poderoso do Irã, já que o aeroporto deverá se tornar o principal foco de todas as atividades ilícitas e clandestinas, do tráfico de drogas à prostituição, do contrabando de armas ao tráfico de escravos, especificamente mulheres e crianças. ————————————————— ——————————————— Um ano após o terrível terremoto que matou 70.000 pessoas na cidade iraniana de Bam, sobreviventes ainda dormem em tendas de má qualidade, expostos a um clima severo. As tendas de melhor qualidade enviadas pela Alemanha, que poderiam amenizar as terríveis condições de vida dos sobreviventes do terremoto, foram vendidas pelos mulás no mercado negro, junto com outros itens como bombas de água, filtros e geradores enviados pela comunidade internacional em grande quantidade nas semanas seguintes ao terremoto. A nação iraniana hoje envia ao mundo uma mensagem de autodestruição e aniquilação. A MORTE é sempre evocada por apedrejamentos, execuções públicas, linchamentos, massivo consumo de drogas e AIDS. A morte é também promovida através do suporte político e financeiro oferecido pelo regime islâmico aos homens-bomba do Hamas e Hezbollah. A construção da pior das armas de destruição em massa, a bomba atômica, é uma busca constante neste país, para aniquilar Israel. — http://www.midiasemmascara.com.br/artig o.php?sid=3319 — Banafsheh Zand-Bonazzi em 10 / 02 / 2005

“Essa idéia absurda de haver Direitos Humanos é uma invenção judaico-cristã, estranha ao Islã”. (Said Khorassani, ex-embaixador iraniano na ONU)

IRÃ ESPANCA CRISTÃOS : http://www.jihadwatch.org/dhimmiwatch/a rchives/017073.php —RACISMO RELIGIOSO — Como em qualquer ditadura nazista, no mundo islâmico os judeus são chamados de “ratos”. O governo do Irã declarou: “O desenho de Tom & Jerry é uma propaganda judaica para melhorar a imagem dos ratos criada pelo judeu Walt Disney.” Na verdade, Tom & Jerry são da Hanna-Barbera. E Walt Disney nem era judeu. Mas todo racista é ignorante. . . . . . . . . Ora, os iranianos morrem de vergonha porque sabem que até ratos vivem melhor que eles. Ao contrário do cidadão médio do Irã, os animais são livres, saudáveis e bem-nutridos, comem melhor, fazem sexo tranqüilamente, vivem felizes, não sofrem de Aids nem são viciados em drogas mortais como heroína, ópio e islamismo. ———————————————————————————————— IRANIANO DECAPITA FILHA DE 7 ANOS POR ACHAR QUE ELA FORA ESTUPRADA PELO TIO — da Reuters, em Teerã — Um iraniano decapitou sua filha de 7 anos após suspeitar que ela fora estuprada por seu tio, afirmou uma reportagem na edição deste domingo do jornal Jomhuri-ye Eslami. A autópsia revelou que a menina era virgem. ————————————————— ——————————————— HOMEM É MORTO POR CONVERSAR COM A PRÓPRIA ESPOSA EM PÚBLICO. Uma conversa de um universitário iraniano com sua própria esposa numa parada de ônibus, foi pretexto para ser assassinado por outro estudante. Nadi Ghafarzadeh foi morto no povoado de Sabzevar. “O assassino interrogou o par sobre seu relacionamento, que levou a uma briga violenta, e o assassino apunhalou sua vítima com uma faca,” disse o Escritório para a Consolidação de Unidade. O estudante assassino contou á polícia que ele tinha agido assim porque suas sensibilidades religiosas foram feridas por ver um jovem e uma mulher conversando em público. Nos últimos anos, cresceu o número de assassinatos entre jovens muçulmanos, com os assassinos reivindicando terem sido ofendidos pelo comportamento “anti-islâmico” de suas vítimas. ISLAMISMO É PSICOSE.

O IRÃ É A DITADURA DOS VELHOS PEDÓFILOS ESTUPRADORES E ASSASSINOS DE CRIANÇAS.

Às vezes um único mulá serve de juiz, júri e algoz. Hadji Rezai é o juiz mulá da pequena cidade de Neka. Quando Atefeh Rajabi, uma menina de 16 anos, recusou-se a ser sua esposa “temporária”, Rezai enquadrou-a com as bênçãos da alta corte de Teerã. Alegações de desvio sexual foram fabricadas contra ela, para que ela pudesse ser levada à “justiça” de acordo com o desprezado velho pedófilo Rezai, que pessoalmente colocou o laço em torno do pescoço de Atefeh. As últimas palavras de Rezei para a pobre jovem foi: “Isto vai te ensinar a não me desobedecer!” GAROTA É ENFORCADA NO IRÃ POR SER “LINGUARUDA”. . . Por Iran Focus 28/08/2004 – No domingo passado, 15/08, uma garota de 16 anos da cidade de Neka, no norte do Irã, foi morta. Ateqeh Sahaleh foi enforcada em público no centro da cidade. A sentença foi dada na sede do Departamento de Justiça de Neka, posteriormente confirmada pela Corte Suprema dos mulás e cumprida com a aprovação do Chefe do Judiciário, Mahmoud Shahroudi. No seu julgamento, a vítima adolescente não tinha advogado e os esforços de sua família para recrutar um foram em vão. Ateqeh teve de, pessoalmente, defender-se. Ela disse ao juiz religioso, Haji Rezaii, que ele “deveria ter punido os verdadeiros criminosos e corruptos morais, e não as vítimas”. O juiz pessoalmente expediu a sentença de morte a Ateqeh, indo além dos procedimentos normais, e ainda ganhou a aprovação da Suprema Corte. O governo iraniano inicialmente negou o ocorrido, mas, sob pressão, admitiu a execução, alegando que a garota tinha 22 anos e que fora morta porque havia vendido seu corpo a um homem. Segundo testemunhas e colegas de classe de Ateqeh, o governo iraniano inventou estas desculpas. Além de a garota ter realmente apenas 16 anos, não foram apresentadas provas de prostituição. — http://www.midiasemmascara.com.br/artig o.php?sid=3319 — Banafsheh Zand-Bonazzi em 10 / 02 / 2005

4 MILHÕES DE IRANIANOS SÃO VICIADOS EM HEROÍNA E ÓPIO PELO GOVERNO.

E isto é apenas a ponta do iceberg. Uma profunda melancolia afeta a sociedade iraniana como um todo; um de seus sintomas é o crescente número de viciados, que está saindo de controle, especialmente entre a população mais jovem. O regime islâmico responde a essa situação através de um sinistro plano de longo prazo para a contenção da juventude iraniana: a sistemática e massiva indução à dependência de drogas que agora tem atingido proporções colossais. Diversos relatórios das Nações Unidas têm apontado que a dependência de drogas é o maior problema do Irã. Para dar uma idéia da extensão desse problema, o Afeganistão produziu cerca de 6.000 toneladas de ópio em 2003; – cerca de metade disto tudo foi adquirido pelo Irã. Depois que o governo do Afeganistão anunciou que iria combater a produção de ópio, depois de um debate aberto divulgado por diversas agências de notícias tais como IRNA, o governo iraniano decidiu iniciar sua produção autônoma da droga para satisfazer (induzir) a demanda interna. ————————————————— ——————————————— Como a situação ficou tão fora de controle? O uso de drogas tem tradicionalmente sido tolerado dentro da sociedade iraniana, particularmente o consumo de haxixe e ópio por homens de meia idade e anciãos. Hoje, o grupo de dependentes com maior número de casos é o entre 10 a 19 anos. Comprar heroína ou ópio é mais fácil que comprar pão ou leite, pelos quais iranianos devem enfrentar longas filas. Na verdade, o governo não faz nada para enfrentar o problema. O tráfico de drogas gera ainda mais dinheiro para os poderosos mulás. O governo abertamente apóia o consumo de drogas, até mesmo retirando o subsídio dado a pessoas para desintoxicação. Promover ópio como forma de conter as massas potencialmente rebeldes já foi realizado com sucesso. ————————————————— ——————————————— Infelizmente, um perigoso efeito colateral do consumo massivo de drogas está se desenvolvendo no Irã: o aumento da transmissão de HIV/AIDS. Estatísticas oficiais, que tendem a subestimar o problema por conveniência política, reportam que 65% de todos os casos de HIV/AIDS do Irã são gerados pelo uso promíscuo de seringas e agulhas. Relatórios ainda não confirmados estimam a porcentagem de soropositivos entre presidiários entre 30% e 40%. — http://www.midiasemmascara.com.br/artig o.php?sid=3319 — Banafsheh Zand-Bonazzi em 10 / 02 / 2005

LCL Botelho

botelho.luiz@superig.com.br

Existe um triste lema político, sempre adotado por governos populistas no início de suas governanças e com todo o furor revolucionário possível .Eis : “Em nome do povo tudo pode ser questionado!” (sic).É claro que este “protocolo” é sempre aplicado aos “inimigos” ,reais ou na maioria das vezes, imaginários .Como exemplo da nocividade desta dística revolucionária populista Bolivariana aos protocolos e políticas de Estado -Nacional ,por definição independentes de “humores políticos” revolucionários-; chamo-lhe a atenção para o aparente engessamento das estratégias militares navais realísticas pelo Comando da Marinha Brasileira pela sua focalização total na criação de “fantasiosas” políticas de defesa militar do Pré-Sal (o Fantasma do “imperialismo naval americano”) , e tudo para a simples obtenção de sua quota orçamentária legal nas destinações dos royalties e Participações Especiais !.Impingir toda uma política de defesa militar de um País da importância geopolítica como o Brasil,simploriamente pautada ao tosco interesse de utilizar plenamente a cota de royalties legalmente alocada, é no mínimo um abuso de autoridade do presente Governo , e tristemente aceito pelo Comando da Marinha.Esta é a opinião de um cidadão brasileiro contribuinte

Davi X Golias — Israel já esmagou 7 impérios satanistas duas vezes — da última, em apenas 6 dias

Comparado a Israel, o Oriente Médio do Islã tem um território 640 vezes maior e TODO o petróleo – e ainda desejam a destruição do pequeno país judeu. Ponha a mão na consciência e reflita: QUEM é o expansionista intolerante? Terrorismo é o Hezbollah disparar 6727 MÍSSEIS só na cidade de Sderot. Foi disparar mísseis pelas costas em civis desarmados. POR ISSO Israel reagiu e bombardeou os locais de onde vieram os mísseis. Os terroristas são triplamente covardes: atiram pelas costas em civis desarmados, fogem correndo e usam o próprio povo como escudo. Nem gente eles são. Aqueles ratos do Inferno rezam pro Diabo da Religião do Mal. Os covardes ratos do Hezbollah FUGIRAM CORRENDO COM O RABO ENTRE AS PERNAS até a Síria. Aquelas escórias só são bravos pra disparar mísseis pelas costas em civis desarmados. O povo menos sanguinário e assassino é o israelense. ————————————————— ——————————————— OS ISLAMISTAS SÃO OS MAIORES ASSASSINOS E ESCRAVISTAS DE TODOS OS TEMPOS. Ensandecidos com o Diabo no corpo. O ISLAMISMO JÁ MATOU 270 MILHÕES DE PESSOAS em 5 continentes, destruindo todas as culturas por onde passou. É o maior morticínio da História. Escravizou 150 milhões de vítimas. Aliou-se ao Nazismo e ao Comunismo. Os islamistas são os inventores do sistema de genocídio em CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO E EXTERMÍNIO e Marchas da Morte pela fome, sede, doenças e exaustão. O CORÃO TEM MAIS DE 100 VERSÍCULOS ORDENANDO O GENOCÍDIO NUMA GUERRA DE EXTERMÍNIO DA HUMANIDADE NÃO-MUÇULMANA. Os islamistas são os piores inimigos da Humanidade. ————————————————— ——————————————— Os inimigos do povo judeu são sempre os piores inimigos da Humanidade: nazistas, comunistas, islamistas… Os judeus em 4000 anos de História vencem seus inimigos. Assim como todos os maiores impérios da História, TODOS os inimigos dos judeus sempre caem. Todos os superpoderosos Impérios do Mal que tentaram destruir o povo judeu desapareceram violentamente: foram aniquilados com morte súbita e inesperada e acabaram varridos da História. Pela ordem: os Impérios Egípcio, Persa, Assírio, Babilônico, Romano, Árabe, Bizantino, Católico-Romano-Germânico, Português, Espanhol, Russo, Otomano, Nazista, Soviético. Se esse padrão se manter, talvez o fim do Islã esteja próximo. A questão é se vão levar o mundo inteiro junto.

Pergunta?

Se eu constantemente vou na sua casa e roubo tudo que tem dentro e estupro sua mulher e sua filha o que fara comigo ?

Carlos r

Mas que é verdae é.ISRAEL ja deu um cacete naquelas republiquetas em 6 dias,quando quiser vai lá,acaba com alegria dessa besta humana,ahmadinejad e fica por isso mesmo.

helio rodrigues titan

helio.titan4@ig.com.br

Carlos r. voltastes mais burro, imbecil? tens que terminar o curso primario, idiota! ja é covardia achar graça dos teus comentarios, judeuzinho de bosta!!!! titan.

Carlos r

Isso não preocupa…na hora certa ISRAEL vai lá e acaba com a brincadeira do verme ahmedinejad fáci,fácil…

O Bigorna

bin@ig.com.br

Se os misseis forem de longo alcançe o Sarney deveria estar preocupado, vai que um deles desvia a rota e acerta diretamente o abeção dele.

Termo de uso

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar!
Digite seu nome!