Home / Informática / Dicas WebDesigner – Sendo Seguro diante do seu Cliente

Dicas WebDesigner – Sendo Seguro diante do seu Cliente

A Insegurança do Profissional

Em todos os ramos de serviços há concorrência, há diversidade de profissionais, ou seja, o cliente sempre poderá optar por qual deseja ao invés de contratar o primeiro que conhecer. Isso é o mesmo que ocorre no ramo de Criação de Sites. Há diversos profissionais que basicamente prestam os mesmos serviços, usam as mesmas ferramentas. Mas o que diferenciará um do outro não é o seu trabalho diretamente, mas o seu profissionalismo.  Isso mesmo! Ao citar isso, estou pensando como o cliente e não como o profissional.

O cliente que está querendo um site, geralmente entende pouquíssimo ou não entende nada sobre o processo de criação de um site.  O que ele sabe fazer é utilizar o serviço. Logo em sua busca, ele não terá em mente se o webdesigner souber Html, CSS, PHP, se é tem cursos na Impacta, se tem certificações Microsoft ou se aprendeu tudo na raça. A preocupação do cliente é só uma: “Esse cara sabe fazer site?”.

Então raciocinamos que na prática, o que seduzirá o cliente é a capacidade do webdesigner, de “vender seu peixe”. Ouvir o que o cliente tem a dizer, analisar, porém sempre mostrar ao cliente que o profissional é você. Um fato lógico: “Se o cliente o procurou é porque não sabe executar o serviço que você executa.” Partindo dessa conclusão, conduza o cliente ao que ele precisa e não o inverso. É comum nos depararmos com clientes ansiosos que desejam resolver tudo em 5 minutos, sem proposta, sem nenhuma formalização. Dar preço, acertar tudo verbalmente deixará claro a falta de profissionalismo do WebDesigner. Lembre-se: A Proposta formal é Importante.

Outro tipo comum de cliente é aquele que pensa saber tudo sobre criação de site. Ele contrata o WebDesigner, mas quem dita as regras é ele. O cliente pede para copiar o site do concorrente, pede para usar fonte verde-limão com fundo branco, solicita o uso de imagens de péssima qualidade, enfim, tudo o que o site fique ruim e não traga nenhum retorno. E o pior acontece quando o Webdesigner acata todas as solicitações do cliente sem reclamar. Não explica a ele que tais fatores poderão até mesmo manchar a imagem da sua empresa ao invés de trazer retorno.

Quem pensar que atender todas as vontades do cliente é sinônimo de bons negócios está enganado a si próprio. Pois o cliente ainda que seja controlador, ele perceberá que o profissional é inseguro e logo passará a duvidar de sua capacidade de desenvolver um bom trabalho.

Artigos Relacionados:

  • Related posts on Informática
  • Cuidado: o perigo mora ao lado (falso nerd) « Not Enough Rage
  • Sistemas e Gestão
  • La historia de Kaspersky: El mejor Antivirus | Audiencia Electronica

Sobre Patrick Wilson

Patrick Wilson tem 33 anos, é Professor de Ciências Tecnológicas na PUC /SP.
Fascinado por tecnologia, futebol e tudo o que acontece no dia-a-dia e que valha ser compartilhado na Web.

Veja Também

Instale Windows por PenDrive – Windows sem DVD-ROM

Com a popularidade dos Netbooks surgiu um problema para quem deseja instalar o Windows. A …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *