Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Penápolis inicia obras de desassoreamento do Córrego Santa Leonor

0
819 visitas

O Daep (Departamento Autônomo de Água e Esgoto de Penápolis) iniciou na manhã de ontem, 16, os serviços de desassoreamento do Córrego Santa Leonor, no trecho próximo à rotatória da avenida Alayde Ferraz de Almeida. Segundo comentou o diretor presidente do Daep, Lourival Rodrigues dos Santos, a obra estava prevista para ser iniciada há duas semanas, no entanto, teve que ser adiada devido problema de saúde do operador do maquinário e depois, quando o a máquina já estava dentro do Córrego, apresentou um problema na bomba do sistema hidráulico, interrompendo a obra por mais uma semana.

O engenheiro civil e assistente técnico do Daep, Amir Gualda Ferlim, acompanhou o início das obras nessa segunda-feira e acredita que o serviço será concluído dentro de 60 dias, que é o prazo estipulado no contrato. “Esperamos que nenhum outro contratempo atrapalhe o andamento da obra, pois sabemos que as máquinas são antigas e podem dar mais problemas”, comentou Amir Ferlim. A obra está sendo executada pelo Daep em parceria com o DAEE (Departamento Estadual de Águas e Energia Elétrica), que fornece os equipamentos pesados necessários, como a escavadeira mecânica tipo Drag-line e a escavadeira hidráulica tipo S-9, além do operador de maquinário. Em contrapartida, o Daep se responsabiliza pela manutenção do equipamento, combustível e gastos com operador de maquinário.

Os serviços também são auxiliados com a escavadeira simples do Daep e dois caminhões da autarquia que transportam a terra removida do córrego para outro local. Para o prefeito João Luis dos Santos, essa é mais uma reivindicação da comunidade que foi atendida pela Administração Municipal. “O desassoreamento do córrego contribuirá para recuperação da fluência do rio e preservação do meio ambiente. Além disso, também vai melhorar o aspecto visual do trecho e garantir lazer às famílias que utilizam o local para práticas esportivas”, disse João Luis.

A obra: O trecho do Córrego Santa Leonor que será desassoreado corresponde ao perímetro urbano, desde as proximidades com a rodovia Arnaldo Covolan até a rotatória da avenida Alayde Ferraz de Almeida, próximo à Volks, perfazendo um total de 754 metros.

O engenheiro Amir Gualda Ferlim explica que o desassoreamento do córrego será feito em duas etapas. “Nessa primeira etapa, está sendo utilizada a escavadeira hidráulica para desassorear o trecho próximo à rotatória da avenida Alayde Ferraz de Almeida.

Na segunda etapa, o trecho do córrego que fica mais próximo à rodovia Arnaldo Covolan deverá ser feito com a escavadeira mecânica tipo Drag-line, pois é própria para desassoreamento de lago”, esclareceu. Vale ressaltar que para iniciar as obras de desassoreamento do Córrego Santa Leonor, o Daep teve que obter todas as licenças dos órgãos ambientais do Estado, como a autorização do DEPRN (Departamento Estadual de Proteção de Recursos Naturais) e outorga do DAEE.

Causas: A execução do serviço no Córrego Santa Leonor tornou-se inadiável, pois ele funciona como bacia de contenção de água, mas sua eficiência estava comprometida devido ao assoreamento provocado, em especial pela terra que se deslocou da margem da Rodovia Arnaldo Covolan, antes da execução das canaletas que foram construídas no local. Além disso, as águas que correm pelas galerias situadas na Rua Maria Alice Waldemarin Maschieto e da Avenida Leandro Ratisbona de Medeiros também são desaguadas nesse trecho do Córrego Santa Leonor, porém, devido ao assoreamento, o curso corrente das águas encontrava-se obstruído.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar!
Digite seu nome!