Como Mudar sua Vida Na Terceira Idade

0
944 visitas

“Muitos são Luis”
No Seminário de 2004, o primeiro, tive a oportunidade de conhecer a Luis P. de 66 anos, natural de São Paulo, aposentado havia mais de 10.
– O senhor faz o que
– Nada
– Como assim
– Acordo de manhã e ando 10 kilometros no bairro. À tarde jogo futebol duas vezes por semana. Só.
– Para mim, isso é muito…
– Mas não é.
– …
– Eu tenho vergonha de sair de casa.
– Por quê.
– De ver os meus amigos. Tenho vergonha de olhá-los na cara.
– Me explique.
– Me sinto um inútil, tenho a sensação de não servir para nada. Você não sabe do que estou falando.
– Não exatamente. Mas o senhor tem filhos, mulher, está aposentado, assiste ao seminário. Você tem um histórico de vida…
– Gostaria de trabalhar. Ninguém pega currículo de aposentado, e isso me faz pensar de que estou fora. Você pode perceber na minha cara que estou precisando de uma ocupação. Por isso que eu não consigo me relacionar.

Escutando os aplausos que vinham do auditório elogiando a experiência de vida de pessoas relevantes para as quais o destino tinha reservado um périplo certamente benévolo, constatei que a maioria dos exemplos de aposentados encontrava-se fora dos auditórios. Certamente procurando saídas nos corredores, justamente onde nos encontrávamos Luis e eu.

Com a ajuda de um de seus filhos, Luis vendeu a sua casa de São Paulo, perto de Interlagos e mudou-se para Vargem Grande do Sul, de 30.000 habitantes, perto de Poços de Caldas, no interior, junto a uns amigos de infância. Uma cidade agrícola, na qual está radicada uma usina e várias cerâmicas. Comprou uma casa maior que a de São Paulo e ainda sobrou dinheiro para adquirir um terreno, onde preparou uma horta com verduras que abastece a sua família e amigos. O dinheiro é secundário, mas depois desta fase inicial está começando a pensar diferente. Ele chegou a um acordo para administrar o pomar de uma pequena fazenda ao lado e além de ganhar dinheiro é evidente que tem recuperado a auto-estima perante os outros e principalmente consigo mesmo. Quem diria. Com 66 anos está claro que começa uma nova vida, do o ponto de vista profissional, mas não só.

Acredito que as decisões mais adequadas se obtenham nos corredores da vida de cada um. Os exemplos dos líderes são uma prova de que após a aposentadoria, um giro radical na vida das pessoas, não só é possível como que é absolutamente necessário. Luis é um exemplo de decisão empreendedora, rápida, na hora certa e na direção correta, aquilo de que simples é mais. Um autêntico Master Bussiness Administration da Terceira Idade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar!
Digite seu nome!