Como Glasgow de cidade industrial chegou a capital do turismo

0
734 visitas

imagem_1226949048

Glasgow é a maior cidade da Escócia e também um dos mais antigos assentamentos da Europa. Alternando prédios históricos com modernismos, edifícios arquitetônicos e tradições seculares com novidades surpreendentes, Glasgow é um lugar extremamente dinâmico, que cresceu muito durante o século XIX, se impondo graças à sua indústria como um dos mais influentes pólos comerciais do mundo. Talvez este seu passado industrial seja responsável por sua antiga reputação de cidade das máquinas, pouco indicada para turismo. O fato é que continuar pensando assim hoje em dia seria uma total injustiça e visitar a Escócia e não incluir no roteiro sua principal cidade é imperdoável.
Em uma breve caminhada por Glasgow podemos observar vários prédios elegantes, muitos deles em estilo Vitoriano. O principal pólo cultural da cidade está situado próximo a George Square, com destaque para os prédios do The Theatre Royal, Pavillion, Glasgow Royal Concert Hall e King’s Theatre. Outra procurada atração da cidade é o Art Gallery & Museum, na  Argyle Street, o museu mais famoso da cidade com obras de arte e até exposições de dinossauros. A Provand’s Lordship (Castle Street 3) é a mais antiga construção da cidade, data de 1471 e contém exposições de mobílias antigas e um jardim medieval, vale a pena visitar. A cidade é também conhecida pelos seus extensos e numerosos parques, com destaque para Glasgow Green, na margem do rio, e Kelvin Park, na zona do campus universitário.

ATRATIVOS
A maioria dos museus de Glasdow são com entrada livre, vale a pena aproveitar e colocar arte e história em dia quando se esta na cidade.

NOTURNA
Os pubs assumem-se como um elemento fundamental da vida de Glasgow, a cidade é sem dúvida a que possui a maior diversão noturna na Escócia, shows e eventos a noite também nao faltam durante o verão. Diversõo nao faltará para aqueles que adoram um barzinho e música ao vivo ao lado dos amigos e gente jovem.

COMPRAS
A área conhecida como City Centre é a maior área comercial do Reino Unido depois de Londres e aqui estão as filiais das maiores lojas do país. Um item muito procurado pelos turistas é a famosa pura lã cashemere, encontrada na forma de casacos, mantôs, vestidos, cachecóis etc. Para comprar este e outros artigos típicos escoceses, um endereço recomendado é o Scottish Wool Centre, junto à Main Street.

CLIMA
O clima é um dos fatores que mais influenciam o turista a poder desfrutar ao máximo de suas férias e viagens, em Glasgow o clima no inverno geralmente é bastante frio e úmido, já no verão as temperaturas são bastante agradáveis e bem mais secas que em algumas capitais européias, as temperaturas no verão têm uma media de 22ºC, excelente para o turismo.

GASTRONOMIA
A cozinha tradicional escocesa depende muito de ingredientes como: tubérculos e raízes, cevada, aveia, ovinos, frutos do mar e peixe como o bacalhau. Antigamente, os fazendeiros e os pobres tinham pouco acesso á carne  e os pratos  deles incluía sopas, tais como Scotch Broth ou Cock-a leekie, com muitos vegetais e um pequeno pedaço de carne (carne de carneiro, bovino e aves). Os pratos eram  temperados apenas com sal e pimenta devido à falta dos outros ingredientes.
Uma das receitas mais tipicas é a sopa Cullen Skink a base de bacalhau e batatas.
Na hora do almoço a melhor opção são os pubs. Entre os mais populares da cidade estão o MacIntosh’s (Cambridge Street 95), Way Out West (Kelvinhaugh St 10) Annie Miller’s  (Ropework Lane 39) e Bannisters (Argyle St 956). Outra opção é pedir um peixe à moda Escocesa, neste caso a sugestão é o The Oxford Fish Restaurant, situado na Hill Street 4.

Receita de Cullen Skink
Ingredientes para 4 pessoas: 220 gramas de bacalhau dessagaldo; uma cebola; 450 gramas de batata; 300ml de leite; 1 litro de água; 50 gramas de manteiga; sal; e pimenta.
Modo de preparo: Coloque o bacalhau, a cebola picada, sal e pimenta  em uma panela grande, 1 litro de água e deixe ferver por 20 minutos a fogo baixo, depois de cozido coamos e reservamos o liquido de um lado e o bacalhau de outro.
Descasque as batatas e corte em pedaços pequenos e ferva até que esteja no ponto, retire da água e as amasse bem como se fosse realmente fazer um purê de batatas.
Agora para terminar o prato colocamos as batatas cozidas e amassadas junto com o leite, a manteiga e com o bacalhau e cozinhamos por mais 5 minutos e está pronto uma das mais saborosas sopas da cozinha escocesa.
Dica: colocar um pouco de cheiro verde por cima na hora de servir

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar!
Digite seu nome!