Home / Diversas / Bizarro / A Vida sem Escovas de Dentes

A Vida sem Escovas de Dentes

escova-contaminadaE o que o povo fazia sem escovas de dentes? O que fazer com o mau hálito? A primeira escova de que temos notícia foi achada numa tumba de 5 mil anos no Egito. Que era um ramo de planta que desfiado até as fibras surgiram para ser esfregada nos dentes.

Dedos, folhas e gravetos foram utilizados por nossos antepassados para ajudar na higiene bucal. Um médico grego, Diocles de Caristo, num escrito de 4 a.C., recomendava que seus clientes pusesse uma fina camada de hortelã pulverizada nos dentes e nas gengivas e a esfregasse com os dedos para retirar os restos de alimento.

Os romanos limpavam os dentes com um pó nada conveniente, os ingredientes misturavam cinzas de ossos e dentes de animais, ervas e areia. A limpeza bucal era de grande importância a ponto de aristocratas possuírem escravos apenas para  limpar seus dentes

Na Idade Média apesar de que as escovas não tivessem quase nenhuma evolução, as pastas de dentes eram melhores. Preparadas com ervas aromáticas, como a sálvia. Porém o mau hálito só se eliminava com bochechos de… Urina… Isso mesmo… Imagine que beleza! (eca!)

A escova de dentes com cerdas foi criada em 1498, pelos chineses. Mas nessa bela invenção havia dois problemas horripilantes:
1. Eram muito caras, então famílias inteiras dividiam uma única escova.
2.Como era confeccionadas de pêlos de porco presos num pedaço de osso ou bambu, com a umidade mofavam e a boca ficava repleta de fungos.

Finalmente, em 1938, surgiu, nos Estados unidos, a escova com cerdas de náilon. (ufa!) Durante a Segunda Guerra Mundial, os soldados estadunidenses eram obrigados a fazer uso da escova. Desde então, a importante peça do dia-a-dia só ganhou melhorias.

Numa pesquisa nos Estados unidos em 2003, o Instituto de tecnologia de Massachusetts apresentou que: para os estadunidenses, a escova de dentes é a mais importante invenção da história.

Também pudera… Imagine o caos de ter que usar a mesma escova do seu irmão…

Sobre Patrick Wilson

Patrick Wilson tem 33 anos, é Professor de Ciências Tecnológicas na PUC /SP. Fascinado por tecnologia, futebol e tudo o que acontece no dia-a-dia e que valha ser compartilhado na Web.

Veja Também

Evangelica cai na Igreja e Cobra Indenização

Evangélica cai durante culto e cobra indenização da igreja no Rio Maria Belliene Almeida conta …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *