Home / Diversas / Opinião / A mentira tem nome e se chama Natal.

A mentira tem nome e se chama Natal.

Sinceramente não consigo entender a lógica do natal senão para o consumo desnecessário e a hipocrisia mostrar sua face.
Do ponto de vista religioso, o natal é tão incoerente que chega a causar certa repugna. Por quê? Simples. Quem institui o natal foi a Igreja Católica Romana, a mesma que diz basear seus conceitos na Bíblia Sagrada. A mesma igreja, baseada no mesmo livro, apregoa que a mentira é algo diabólico, algo negativo. Muito bem, isso é plausível, afinal poucos são aqueles que gostam de mentiras. Porém é neste ponto que começa a incoerência…

Não há indícios de que Jesus nascera em Dezembro, muito menos no dia 25. Diversos estudiosos dos textos sagrados até concordam que definitivamente o nascimento não se deu nesta data. Então temos a primeira mentira. Uma mentira instituída e apoiada pela tal igreja.

Se a data não é verdadeira, é óbvio que o mesmo Deus que os cristãos seguem, não estará de acordo com essa idéia. Porém os líderes da igreja dão a festa como divina. Outra mentira.

Juntando-se a toda essa incoerência, temos o Papai Noel… Que teve origem com certo bispo Nicolau. Se este foi um homem bom, isso não é relevante; uma vez que certamente ele não tinha um trenó voador, muito menos renas mágicas. Duendes que o ajudavam na confecção de brinquedos… Mais mentiras.

Os pais dão presentes aos seus filhos e dizem que foi Papai-Noel o responsável…

Assim se dá o “nascimento” de Jesus cercado de algo que ele baniu: A Mentira!

O amor ao próximo, a sinceridade, humildade e tantos outros bons preceitos que deveriam ser levados a sério, quase nunca têm espaço.

Feliz Natal…

Vejo vocês…

Sobre Patrick Wilson

Patrick Wilson tem 33 anos, é Professor de Ciências Tecnológicas na PUC /SP. Fascinado por tecnologia, futebol e tudo o que acontece no dia-a-dia e que valha ser compartilhado na Web.

Veja Também

Lei a Favor dos Homossexuais é Barrada no Senado – Deputado Bolsonaro Agradece

A votação para o projeto lei que criminaliza o preconceito contra homossexuais foi barrada no …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *